Atenção Siga-nos no Instagram SIGA-NOS

AntissemitismoCamila Ya'akovJudaísmoNazismoNotícias

Twitter bane símbolos de ódio e, equivocadamente, pune judeus

6 Mins read

Usuários tiveram suas contas suspensas por utilizar a Magen David em seus perfis. As políticas do Twitter proíbem símbolos utilizados em assassinatos em massa.

Por: Camila Ya’akov, Agents of ZION | Maduah

Logotipo do Twitter.

>>> APRENDA HEBRAICO COM O MADUAH <<<

Na segunda-feira (20), Angela Van Der Pluyim via Israel National News denunciou que o Twitter considera a magen David (estrela de Davi) como símbolo de ódio e estaria banindo judeus que utilizam o símbolo em seus perfis.

Os usuários banidos enviaram a Angela screenshots dos avisos de suspensão de suas contas por uso de símbolo de ódio.

Ela chegou a cobrar do Twitter algum posicionamento, mas não recebeu nenhuma resposta até publicar a matéria e os usuários banidos também não haviam conseguido reaver suas contas. Angela disse que esses usuários não tiveram o recurso de reclamar suas contas disponibilizados.

O quê diz os Termos de Uso do Twitter?

De acordo com a Política de Propagação de Ódio do Twitter:

É proibido direcionar a alguém conteúdo que faz referência a formas de violência ou eventos violentos em que uma categoria protegida seja o principal alvo ou a vítima, em que a intenção seja o assédio. Isso inclui, mas não se limita a enviar a alguém:

  • Mídias que retratem vítimas do Holocausto;
  • Mídias que retratem linchamentos.

São consideradas imagens de propagação de ódio logotipos, símbolos ou imagens cuja finalidade seja promover hostilidade e a maldade contra outras pessoas com base em raça, religião, deficiência, orientação sexual, identidade de gênero ou etnia/nacionalidade. Alguns exemplos de imagens de propagação de ódio incluem, mas não estão limitados a:

  • símbolos historicamente associados a grupos de propagação de ódio, por exemplo, a suástica nazista;
  • imagens que retratam outras pessoas em condições degradantes ou alteradas para incluir símbolos de propagação de ódio, por exemplo, alterações de imagens de indivíduos para incluir características animalescas; ou
  • imagens alteradas para incluir símbolos de propagação de ódio ou referências a um assassinato em massa direcionado a uma categoria protegida, por exemplo, manipulação de imagens de indivíduos para incluir brasões amarelos com a Estrela de Davi, em referência ao Holocausto.

Por quê a magen David?

O Twitter possui um longo e interminável histórico de reclamações sobre antissemitismo livre na plataforma. A suástica e imagens de Hitler eram denunciáveis, mas os usuários antissemitas ainda fazem a festa na rede social, pois utilizam de estratégias legais para propagar seu ódio. E é aqui que entra a magen David e alguns outros símbolos.

Por não ser um símbolo proibido por lei, neonazistas e antissemitas em geral costumam utilizar a magen David em montagens para sinalizar que está falando que os inimigos são os judeus, já que o símbolo é popularmente conhecido e associado a judeus. O símbolo também foi utilizado pelos nazistas, em amarelo, para identificar judeus na Alemanha durante sua permanência no poder.

O Twitter abre exceção para o uso de símbolos proibidos se forem utilizados de maneira didática. Antes dessa alteração em suas políticas sobre a magen David, publicações antissemitas contendo o símbolo eram denunciadas e nada acontecia. Mas redes sociais funcionam com algoritmos.

Cada vez que você denuncia algo como “discurso de ódio” ou “ofensivo”, fica armazenada a informação de que aquele tipo de publicação recebeu uma denuncia de “discurso de ódio” e/ou “ofensivo”. Uma vez que a rede social programe seus algoritmos para identificar tais símbolos e executar punições automáticas, o algoritmo apenas identifica o símbolo e não como este símbolo está sendo utilizado – o que é um problema.

Outra situação que também pode ocorrer, e foi levantada pela Angela em seu texto, é de alguém da equipe do Twitter, responsável pela curadoria de denúncias, seja antissemita e esteja banindo usuários judeus a partir dessa medida de proteção contra discursos de ódio. Nesse caso, os perfis seriam encontrados por algoritmos ou denunciados e iriam para curadoria, onde um analista analisaria a denuncia e aplicaria uma punição se necessário.

Em muitos casos, as redes sociais oferecem uma opção de recorrer sobre a denúncia. Não foi o caso dos judeus banidos do Twitter.

O que representa a magen David?

De acordo com a Chabad.org:

As seis pontas simbolizam o governo de D’us sobre o universo em todas as seis direções.

No decorrer da longa e difícil história do povo judeu, chegamos à percepção de que nossa única esperança é colocar nossa confiança em D’us. As seis pontas da Estrela de David simbolizam o governo de D’us sobre o universo em todas as seis direções: norte, sul, leste, oeste, para cima e para baixo.

Originalmente, o nome Magen David – literalmente “Escudo de David” – poeticamente refere-se a D’us. Reconhece que nosso herói militar, o Rei David, não venceu pela própria força, mas pelo apoio do Todo Poderoso. Isso também é mencionado na terceira bênção após a leitura da Haftará no Shabat: “Bendito sejas, D’us, Escudo de David.”

Existem várias outras explicações sobre o significado por trás da Estrela de David. Uma ideia é que uma estrela de seis pontas recebe forma e substância de seu centro sólido. Este âmago representa a dimensão espiritual, rodeada pelas seis direções universais. (uma ideia semelhante se aplica ao Shabat – o sétimo dia, que dá equilíbrio e perspectiva aos seis dias da semana).

Na Cabalá, os dois triângulos representam as dicotomias inerentes ao homem: bem vs. mal, espiritual vs. físico, etc. Os dois triângulos também podem representar o relacionamento recíproco entre o povo judeu e D’us. O triângulo apontando “para cima” simboliza nossas boas ações que sobem ao céu, e então ativam um fluxo de bondade de volta ao mundo, simbolizado pelo triângulo apontando para baixo.

Alguns dizem que a Estrela de David é uma figura complicada entrelaçada que não tem seis (hexograma), mas sim 12 lados (dodecagrama).

Pode-se considerá-la como composta de dois triângulos sobrepostos ou sendo de seis triângulos menores emergindo de um hexograma central. Como o povo judeu, a estrela tem doze lados, representando as doze tribos de Israel.

A teoria mais prática é que durante a Rebelião Bar Kochba (primeiro século), uma nova tecnologia foi desenvolvida para escudos, usando a estabilidade inerente do triângulo. Por trás do escudo havia dois triângulos entrelaçados, formando um desenho hexagonal de pontos de apoio. (Buckminster Fuller mostrou como projetos fortes baseados em triângulos têm seus geodésicos).

A Estrela de David foi um triste símbolo do Holocausto, quando os nazistas forçaram os judeus a usarem uma estrela amarela como identificacão. Na verdade, os judeus foram forçados a usar crachás especiais durante a Idade Media, tanto pelas autoridades muçulmanas quanto pelas autoridades cristãs, e até mesmo em Israel durante o Império Otomano.

Portanto, não importa se é uma estrela azul ondulando orgulhosamente numa bandeira, ou uma estrela de ouro adornando a entrada de uma sinagoga, a Estrela de David se destaca como um lembrete para o povo judeu… Em D’us nós confiamos.

Resposta do Twitter

A conta de política pública do Twitter respondeu às reclamações em uma série de tweets na quarta-feira.

Queremos esclarecer algumas perguntas sobre imagens odiosas no Twitter. Nós categoricamente não consideramos a Estrela de Davi como um símbolo de ódio ou imagem de ódio. Já vimos há algum tempo o símbolo de ‘estrela amarela’ ou ‘crachá amarelo’ sendo usado por aqueles que buscam atingir o povo judeu.

“Queremos esclarecer algumas perguntas sobre imagens odiosas no Twitter. Nós categoricamente não consideramos a Estrela de David como um símbolo odioso ou imagem odiosa. Já há algum tempo vimos o símbolo ‘estrela amarela’ ou ‘emblema amarelo’ sendo usado por aqueles que buscam atingir o povo judeu “, escreveu a empresa. “Isso é uma violação das Regras do Twitter, e nossa Política de Conduta Odiosa proíbe a promoção de violência contra – ou ameaças de ataque contra – pessoas com base em categorias como afiliação religiosa, raça e origem étnica”.

“Embora a maioria dos casos tenha sido acionada corretamente, algumas contas destacadas recentemente foram erros e agora foram restauradas. Somos gratos ao @antisemitism @ADL @CST_UK e a outros por trazer isso à nossa atenção e por sua parceria no combate ao anti-semitismo “.

>>> APOIE O MADUAH <<<

>>> CONHEÇA O PROJETO AGENTS OF ZION <<<<

Related posts
Artigos JudaicosAuto-ajudaChassidutJudaísmoLifestyle

Quais são os papéis dos diferentes membros da família?

4 Mins read
Quarto e último texto da série “Lar e família: Construindo um jardim para você mesmo e para D’us”, baseada nos ensinamentos do Rebe Menachem Mendel Scheneerson publicados no livro “Rumo a uma vida significativa”, adaptados por Simon Jacobson. Compartilhe isso:TwitterFacebookCurtir isso:Curtir Carregando...
Artigos JudaicosAuto-ajudaChassidutJudaísmoLifestyle

O que acontece quando surgem problemas no lar?

2 Mins read
Terceiro texto da série “Lar e família: Construindo um jardim para você mesmo e para D’us”, baseada nos ensinamentos do Rebe Menachem Mendel Schneerson publicados no livro “Rumo a uma vida significativa”, adaptados por Simon Jacobson. Compartilhe isso:TwitterFacebookCurtir isso:Curtir Carregando...
Artigos JudaicosAuto-ajudaChassidutJudaísmoLifestyle

Como podemos construir um lar saudável?

5 Mins read
Segundo texto da série “Lar e família: Construindo um jardim para você mesmo e para D’us”, baseada nos ensinamentos do Rebe Menachem Mendel Scheneerson publicados no livro “Rumo a uma vida significativa”, adaptados por Simon Jacobson. Compartilhe isso:TwitterFacebookCurtir isso:Curtir Carregando...
Power your team with InHype

Add some text to explain benefits of subscripton on your services.

%d blogueiros gostam disto: