Secretário de Estado dos EUA Pompeo diz que ‘Enormes Evidências’ de que o Vírus veio do laboratório de Wuhan

O secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, disse no domingo que havia “enormes evidências” de que a pandemia de coronavírus se originou em um laboratório em Wuhan, na China.
“Há uma enorme evidência de que foi aí que tudo começou”, disse ele na “This Week” da ABC.
Mas, apesar de criticar o assunto, Pompeo se recusou a dizer se achava que o vírus havia sido intencionalmente liberado.
O presidente dos EUA, Donald Trump, tem criticado cada vez mais o papel da China na pandemia, que infectou quase 3,5 milhões de pessoas e matou mais de 240.000 em todo o mundo.
Trump insistiu que Pequim ocultou imprudentemente informações importantes sobre o surto e exigiu que Pequim fosse responsabilizada.
Reportagens dizem que Trump encarregou os espiões dos EUA de descobrir mais sobre as origens do vírus, a princípio atribuídos a um mercado de Wuhan que vendia animais exóticos como morcegos, mas agora pensava ser de um laboratório de pesquisa de vírus nas proximidades.
Pompeo, ex-diretor da Agência Central de Inteligência, disse à ABC que concordou com uma declaração divulgada quinta-feira pela comunidade de inteligência dos EUA, na qual concordava “com o amplo consenso científico de que o vírus COVID-19 não era artificial ou modificado geneticamente. “
Mas ele foi além de Trump, citando evidências “significativas” e “enormes” de que o vírus se originou em um laboratório de Wuhan.
“Acho que o mundo inteiro pode ver agora, lembre-se, a China tem uma história de infectar o mundo e administrar laboratórios abaixo do padrão”, afirmou Pompeo.
Ele disse que os primeiros esforços chineses para minimizar o coronavírus representaram “um esforço clássico de desinformação comunista. Isso criou um risco enorme”.
“O presidente Trump é muito claro: responsabilizaremos os responsáveis”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: