Atenção Siga-nos no Instagram SIGA-NOS

CoronaVirusMundo

RELATÓRIO: Surto de coronavírus poderia ter sido reduzido em 95% se a China agisse mais cedo

2 Mins read

SIGA-ME NO INSTAGRAM: @lordyosi clique aqui

Esse artigo foi Traduzido do site DailyWire escrito por Ryan Saavedra

Um estudo recentemente publicado da Universidade de Southampton estimou que o surto global de coronavírus poderia ter sido drasticamente reduzido se o governo comunista da China tivesse agido mais cedo.

O estudo baseou-se em pesquisas de um grupo de mapeamento populacional chamado “WorldPop”, que criou os modelos usados ​​no estudo.

A pesquisa constatou que “se as intervenções na [China] pudessem ter sido realizadas uma semana, duas semanas ou três semanas antes, os casos poderiam ter sido reduzidos em 66%, 86% e 95%, respectivamente – limitando significativamente a propagação geográfica da doença. . ”

O primeiro caso do vírus foi detectado em meados de novembro do ano passado.

O Guardian informou:

O primeiro caso de alguém que sofre de Covid-19 pode ser rastreado até 17 de novembro, de acordo com relatos da mídia sobre dados não publicados do governo chinês.

O relatório, publicado no South China Morning Post, disse que as autoridades chinesas identificaram pelo menos 266 pessoas que contraíram o vírus no ano passado e que foram submetidas a vigilância médica. O primeiro caso ocorreu em 17 de novembro – semanas antes das autoridades anunciarem o surgimento do novo vírus. .

O governo chinês foi amplamente criticado por tentativas de encobrir o surto nas primeiras semanas, incluindo repressão a médicos que tentaram alertar colegas sobre um novo vírus semelhante ao Sars que estava surgindo na cidade de Wuhan, na província de Hubei.

Outros relatórios colocam a detecção inicial do surto no início de dezembro, com Wei Guixian, um comerciante de frutos do mar no mercado de Hua’nan, em Wuhan, sendo um dos primeiros casos relatados.

O Wall Street Journal informou:

The Wall Street

Quando os médicos finalmente estabeleceram o vínculo Hua’nan no final de dezembro, eles colocaram em quarentena Wei e outros como ela e deram o alarme aos seus superiores. Mas eles foram impedidos pelas autoridades chinesas de alertar seus pares, muito menos o público.
Um dos primeiros médicos a alertar as autoridades chinesas foi criticado por “espalhar boatos” depois de compartilhar com um ex-colega da escola de medicina um resultado de teste mostrando que um paciente tinha um coronavírus. Outro médico teve que escrever uma carta de autocrítica dizendo que seus avisos “tiveram um impacto negativo”.
Mesmo depois que o presidente chinês Xi Jinping ordenou pessoalmente que as autoridades controlassem o surto em 7 de janeiro, as autoridades continuaram negando que o vírus pudesse se espalhar entre os seres humanos – algo que os médicos sabiam estar acontecendo desde o final de dezembro – e prosseguiram com um banquete do Ano Novo Lunar chinês envolvendo dezenas de pessoas. milhares de famílias em Wuhan.

O Journal também observou que epidemiologistas que estudaram os dados do caso acreditam que o vírus poderia ter saltado de animais para humanos já em outubro.

A China esperou até 23 de janeiro de 2020, antes de colocar em quarentena toda a cidade de Wuhan, que tem uma população de mais de 11 milhões de pessoas.

Axios destacou como a China censurou as pessoas que tentaram tocar o alarme:

Ai Fen, um dos principais diretores do Hospital Central de Wuhan, publica informações no WeChat sobre o novo vírus. Ela foi repreendida por fazê-lo e disse para não divulgar informações.
O médico de Wuhan, Li Wenliang, também compartilha informações no WeChat sobre o novo vírus do tipo SARS. Ele é chamado para interrogatório logo depois.
A comissão de saúde de Wuhan notifica os hospitais sobre uma “pneumonia de causa pouco clara” e ordena que relatem qualquer informação relacionada.

Related posts
CoronaVirusEconomiaIsraelNotícias

Novo lockdown vai custa prejuízo de 35 bilhões para a economia Israelense!

1 Mins read
A redução da atividade econômica como parte de um bloqueio mais rígido deve custar a Israel cerca de NIS 35 bilhões (mais… Compartilhe isso:TwitterFacebookCurtir isso:Curtir Carregando...
CoronaVirusNotícias

Israel começa fabricar anticorpos contra o COVID-19

2 Mins read
Dezenas de milhões de unidades de vacinas, de vários tipos, serão fabricadas em Yeruham, ajudando a garantir a auto-suficiência A pequena cidade… Compartilhe isso:TwitterFacebookCurtir isso:Curtir Carregando...
CoronaVirusNotícias

Netanyahu apresentará 'estratégia de saída' da quarentena em discurso televisionado

1 Mins read
Em sua entrevista coletiva planejada para esta noite, o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu deve anunciar uma série de medidas para relaxar ainda mais… Compartilhe isso:TwitterFacebookCurtir isso:Curtir Carregando...
Power your team with InHype

Add some text to explain benefits of subscripton on your services.

%d blogueiros gostam disto: