Atenção Siga-nos no Instagram SIGA-NOS

Artigos JudaicosAuto-ajudaChassidutJudaísmoLifestyle

Quais são os papéis dos diferentes membros da família?

4 Mins read

Quarto e último texto da série “Lar e família: Construindo um jardim para você mesmo e para D’us”, baseada nos ensinamentos do Rebe Menachem Mendel Scheneerson publicados no livro “Rumo a uma vida significativa”, adaptados por Simon Jacobson.

Por: Simon Jacobson https://maduah.com/como-podemos-construir-um-lar-saudavel/

>>> APOIE O MADUAH <<<

crédito na imagem: Judaísmo na Prática.

>>> APRENDA HEBRAICO COM MADUAH CURSOS <<<

Embora uma mãe e um pai sejam parceiros equivalentes, cada um dele tem características únicas que se complementam mutuamente na construção de um lar saudável.

A mãe é o alicerce do lar. Embora muitas mulheres trabalhem atualmente, ela nunca devem esquecer o fato de que “a sabedoria das mulheres constrói o lar”. Uma mãe tem uma sensibilidade única para a natureza humana; ela sabe intrinsecamente o que é saudável para o lar e para a família. Enquanto um homem frequentemente briga com os demônios exteriores, uma mulher cultiva o bem interior. Ela é a guardiã familiar de tudo o que é puro e sagrado no mundo de D’us. Quando chegou o momento de Abraão e Sara resolverem o destino de seu filho Isaac, D’us escolheu Abraão: “Preste atenção a tudo o que Sara lhe disser”.

Uma mãe tem a força moral e a paciência para lidar com situações difíceis; ela pode se comunicar e conseguir que as coisas sejam feitas sem recorrer a confrontação. Qualquer marido ou pai faria bem em aprender esses métodos com sua esposa.

O pai, mesmo que frequentemente seja a fonte principal da renda de uma família, não deve esquecer nunca que o centro de sua vida é o seu lar, não sua carreira e seus amigos. Sua carreira é apenas um modo de ganhar o dinheiro necessário para construir um lar e uma família saudáveis. Ele precisa passar tempo com as crianças e discutir sua educação. Precisa exercer sua masculinidade para servir com o exemplo vivo de força e responsabilidade. Cada membro da família deve respeitar o pai e sentir-se seguro de que ele sempre os protegerá, apoiando-os e sendo sensível às suas necessidades.

Um pai e uma mãe devem respeitar os papéis um do outro e estar prontos a ajudar imediatamente, sempre que seja necessário. Quando uma mãe e um pai se tratam com respeito e cooperação, seus filhos aprenderão, inevitavelmente, a agir da mesma forma. Deve-se estimular as crianças a participar de todos os aspectos da vida familiar. As criança mais velhas devem ajudar a tomar conta de seus irmãos e irmãs menores; então, não só ganharão o apreço e o amor de seus pais, mas também aprenderão a dar amor a alguém mais jovem e mais necessitado do que eles.

Há um amor natural entre pai e filho. Mesmo assim, nós vemos como as crianças fazem pouco caso dos seus pais. Sabemos que as crianças tendem a rebelar-se quando seus pais solicitam seu amor; é melhor ensiná-las a amar alguma coisa muito superior a eles próprios: D’us. A mensagem que as crianças deveriam ouvir de seus pais é: “Respeite-me, não porque eu seja tão grande, ma por causa de D’us. Assim como D’us me deu vida através de seus avós, D’us lhe deu a vida através de mim.” É claro que os pais devem se interrogar a respeito de como tratam os seus pais, especialmente diante dos filhos. Dificilmente podemos esperar que nossos filhos nos escutem quando no comportamos de maneira oposta à que lhes ensinamos.

Realmente, as responsabilidades dos pais são múltiplas, eles precisam compreender a gravidade destas responsabilidades. A construção de um verdadeiro lar é um trabalho que deve ser encarado com seriedade – com mais seriedade do que o trabalho aonde vamos todo dia para ganhar a vida. Afinal de contas, há muitas oportunidades de ganhar a vida, mas apenas uma oportunidade de construir um lar saudável.

Cada lar saudável é um microcosmo do universo inteiro, por sua vez tornando o mundo inteiro um lar para D’us. Harmonia no lar, dentro da família, se traduz em harmonia entre famílias e comunidades e, por fim, nações. Quando não existe harmonia entre pessoas que possuem laços de sangue, como esperamos criar harmonia entre estranhos?

Depois de muitos séculos de exaustivas jornadas, é hora de todos nós voltarmos para casa – para nós mesmos, para nossas famílias, para D’us. Depois de milhares de anos civilizando este mundo, depois dos milhões de sementes espirituais que o homem plantou através de atos de bondade, chegou a hora deste mundo brotar como um jardim – o jardim de D’us, um universo cheio de generosidade e de conhecimento.

Portanto, a próxima vez que você estiver sentado em sua sala de estar ou partilhando uma refeição com a sua família, pergunte a si mesmo: Sinto-me realmente em casa? Estarei fazendo todo o possível para construir uma família e um lar saudáveis? Os convidados se sentem bem-vindos aqui? E, acima de tudo, D’us se sente confortável em meu lar?

O Rebe separou-se dos pais nos fins da década de 20, quando tinha vinte e seis anos, e foi somente em 1947 que se reuniu com a mãe. O pai falecera três anos antes. O Rebe muita vezes manifestou angústia por não ter tido a oportunidade, durante tantos anos, de cumprir sua obrigação de honrar os pais.
Quando o Rebe pela primeira vez encontrou a mãe, depois de todos esses anos de separação, abraçaram-se ambos por vinte minutos sem emitir um único som. Depois de reunido à mãe, ele visitava-a todos os dias: ia à sua casa, no fim da tarde, para servir-lhe chá e passar o tempo conversando.
Pouco depois que a mãe faleceu, em 1965 uma adolescente visitou o Rebe, pois desejava tratar de um conflito que estava tendo com a mãe. A jovem estava irritada porque a mãe não queria lhe dar o dinheiro que achava precisar. O Rebe respondeu triste:
– Este ano, acabei de perder minha mãe. Sabe quanto dinheiro eu daria para vê-la novamente, apenas uma vez? Você tem sua mãe com você e mesmo assim permite que dinheiro as separe.

>>> LOJA MADUAH: DIRETO DE ISRAEL PARA A SUA CASA <<<

Related posts
Artigos JudaicosKaballah

Cabalá de informação - Parte 3

13 Mins read
O autor considera justificado interpretar o conceito de “luz” da Cabalá como informação. Compartilhe isso:TwitterFacebookCurtir isso:Curtir Carregando...
Artigos JudaicosKaballah

Cabalá de informações - Parte 2

8 Mins read
Para continuar explorando o problema do que tudo é feito, consideremos a descrição do processo de criação descrito na Cabalá. Compartilhe isso:TwitterFacebookCurtir isso:Curtir Carregando...
Artigos JudaicosKaballah

Cabalá da informação: do que tudo é feito - Parte 1

11 Mins read
De que tudo é feito? Esta é uma pergunta que inspirou discussões e gerou debates entre cientistas, filósofos e mentes religiosas desde os tempos antigos. Compartilhe isso:TwitterFacebookCurtir isso:Curtir Carregando...
Power your team with InHype

Add some text to explain benefits of subscripton on your services.

%d blogueiros gostam disto: