PROTESTOS DA ESQUERDA EM TEL AVIV CONTRA O APARTHEID, O PLANO DE “TRANSFERÊNCIA”

A verdadeira paz só pode ser alcançada entre a liderança israelense e palestina e não entre dois líderes.

Políticos de esquerda se reuniram em Tel Aviv no sábado à noite contra o “Acordo do Século”, que eles disseram ser um plano de “transferência” e “apartheid”.
“Este não é um plano de paz, nem mesmo um plano”, disse MK Tamar Zandberg (Meretz). É uma receita para anexação, transferência, violência e apartheid, disse Zandberg aos ativistas que participaram do comício.

A verdadeira paz só pode ser alcançada entre as lideranças israelense e palestina e não entre dois líderes, um que está enfrentando impeachment e o outro que está enfrentando acusações criminais, disse Zandberg.

O evento organizado pela Peace Now incluiu uma marcha e um comício. A esquerda israelense se opõe ao plano de paz do presidente dos EUA, Donald Trump, em parte porque pede redesenhar o mapa do Israel soberano de tal maneira que as comunidades árabe-israelenses na área do triângulo sejam excluídas do estado de Israel e incluídas no estado palestino .

Eles também são contra o plano porque permite anexação unilateral e apresenta o que eles acreditam ser uma visão inviável de um Estado palestino.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: