Atenção Siga-nos no Instagram SIGA-NOS

AJC GlobalAntissemitismoCamila Ya'akov

Primeiro-ministro da Albânia, Rama, recorda o resgate de judeus da Segunda Guerra Mundial

3 Mins read

Primeiro-ministro Edi Rama discursou no Fórum Virtual Global da AJC, que ocorreu de 14 a 18 de Junho deste ano.

Por: AJC Global
Tradução: Camila Ya’akov | Maduah

O primeiro-ministro da Albânia, Edi Rama, chega para o segundo dia de uma cúpula da Otan em Bruxelas, Bélgica, em 12 de julho de 2018. [Tatyana Zenkovich/Pool via REUTERS]

>>> QUER APRENDER HEBRAICO? CONHEÇA MADUAH CURSOS <<<

O primeiro-ministro da Albânia, Edi Rama, discursou no Fórum Global do Comitê Judaico Americano (AJC). As delegações da AJC se reuniram regularmente com o primeiro-ministro, duas vezes em Tirana e várias vezes na sede e escritório da organização global judaica de Nova York em Jerusalém.

Em sua conversa com Daniel Schwammenthal, diretor do AJC Transatlantic Institute, com sede em Bruxelas, o primeiro-ministro Rama discutiu o corajoso resgate de judeus dos nazistas pela Albânia, o atual ressurgimento do anti-semitismo na Europa, as relações com os Estados Unidos e Israel, as aspirações de se tornar membro da UE e desafios de segurança do Irã.

A Albânia foi o único país ocupado pelos nazistas na Europa que viu sua população judaica crescer durante a guerra. “Foi um momento brilhante em nossa história quando a Albânia se tornou um abrigo para judeus durante a perseguição brutal dos nazistas. A história da proteção albanesa e do resgate de judeus é, acredito, uma história essencial da humanidade ”, disse Rama.

A tradição albanesa da besa, “honra que você dá a outra pessoa”, sublinhou por que a população majoritária muçulmana da Albânia adotou e escondeu judeus. “Os nazistas foram enganados”, disse Rama. “Estamos orgulhosos de reconhecer que existem 75 famílias albanesas reconhecidas por Yad Vashem como justas entre as nações”.

O primeiro-ministro falou vigorosamente contra o ódio contínuo aos judeus. “A nova onda de anti-semitismo na Europa, em países onde você não esperaria, é um dos sinais mais fortes de alarme para todos”, disse Rama.

Rama, que atualmente atua como Presidente em exercício da Organização para Segurança e Cooperação na Europa (OSCE), disse que combater o anti-semitismo é uma prioridade para a organização estatal de 57 membros. Ele nomeou novamente o rabino Andrew Baker, diretor de Assuntos Judaicos Internacionais da AJC, para ser o Representante Pessoal no Combate ao Anti-semitismo da Organização para Segurança e Cooperação na Europa (OSCE), cargo que ocupa desde 2009.

E, em fevereiro de 2020, Rama organizou em Tirana uma conferência da OSCE que ele chamou de “um esforço modesto para renovar o esforço de ‘nunca mais'”.

Explicando por que os albaneses são firmemente pró-americanos, Rama disse: “Os Estados Unidos representaram a estrela mais brilhante no céu em nossos sonhos de liberdade, quando estávamos totalmente isolados sob um regime comunista muito brutal que fez da Albânia a Coréia do Norte da Europa. . ”

Nas relações albanesa-israelense, o primeiro-ministro expressou admiração. “Israel é um exemplo brilhante de um país que fez um milagre. Não é sobre o que você tem, é sobre o que você sabe”, disse Rama. Como exemplo, ele observou que Israel, um país sem água, desenvolveu “o suprimento de água mais excelente do mundo”, enquanto a Albânia, com água em abundância, enfrenta desafios.

Enquanto os turistas israelenses vêm chegando à Albânia em números crescentes, o primeiro-ministro disse: “É importante trazer cada vez mais israelenses para Tirana e criar cooperação em diferentes campos”.

Voltando-se aos esforços de seu país para cumprir os requisitos da UE para a adesão, Rama disse estar “otimista”, considerando a transformação da Albânia desde que um regime rigidamente comunista caiu três décadas atrás. “Faz apenas 30 anos que estávamos totalmente isolados, quando pensávamos que nunca veríamos luz no túnel por quase meio século, e hoje somos um país que está se preparando para abrir negociações com a Europa. Nós precisamos de tempo. Precisamos de paciência.

No Irã, o ministro das Relações Exteriores mostrou-se consternado com as atividades “hostis e maliciosas” do regime islâmico contra dissidentes iranianos que residem na Albânia. Há dois anos, o embaixador iraniano na Albânia foi expulso e, no início deste ano, mais diplomatas foram enviados de volta a Teerã.

“Os refugiados iranianos na Albânia estão aqui para estar seguros. Não é uma declaração contra um regime em Teerã, mas abrir nossas portas para pessoas cujas vidas estavam em risco. Era uma postura humanitária ”, disse Rama. ‘Estamos muito orgulhosos de ter ajudado essas pessoas como ajudamos os judeus durante a Segunda Guerra Mundial, sem interesse ou agenda oculta, mas oferecendo abrigo quando aqueles que eram mais ricos ou tinham mais a oferecer lhes deram as costas. Isto é quem somos e como o vemos. Estou orgulhoso.”

O primeiro-ministro também discutiu outra ameaça: cidadãos retornando à Albânia depois de brigar com o ISIS e outros grupos extremistas. “Aprovamos uma legislação dura para puni-los severamente”, mas agora a Albânia tem “um grande problema” com dezenas de mulheres e crianças, que permanecem em campos na Síria e no Iraque e precisam ser repatriadas. ” Estamos tentando trazê-los de volta “, disse ele.

Você pode ler o texto original, em inglês, em AJC Global.

>>> APOIE O MADUAH <<<

Related posts
BlogsCamila Ya'akovJudaísmo

O que aprendi com 9 de Av?

7 Mins read
Hoje, até o entardecer, é 9 de Av, data da destruição dos Primeiro e Segundo Templos e dia de luto. Compartilhe isso:TwitterFacebookCurtir isso:Curtir Carregando...
AntissemitismoEntretenimentoHIstóriaNazismoNotíciasTecnologia

Sobreviventes apelam ao Facebook para remover postagens de negação do Holocausto

4 Mins read
Na campanha digital, a mensagem para Zuckerberg é de que “as postagens de negação do Holocausto no Facebook são um discurso de ódio e devem ser removidas!” Compartilhe isso:TwitterFacebookCurtir isso:Curtir Carregando...
AntissemitismoEUAMundoMundo JudaicoNotíciasTerrorismo

A sinagoga da Árvore da Vida de Pittsburgh avança com planos de reconstrução

1 Mins read
“Temos o desejo de fazer algo novo – não estamos apagando nada, mas precisamos olhar para o futuro” Compartilhe isso:TwitterFacebookCurtir isso:Curtir Carregando...
Power your team with InHype

Add some text to explain benefits of subscripton on your services.

%d blogueiros gostam disto: