Papa Francisco pede para guardar o Shabath

Desde suas frequentes denúncias de anti-semitismo até sua estreita amizade com um rabino argentino, o Papa Francisco é amigo dos judeus há muito tempo.

Como alguns de seus fãs foram lembrados nesta semana, ele também admira a maneira como os judeus observam o Shabat, o dia semanal de descanso.
Imagens dele elogiando a tradição em uma entrevista de 60 minutos em 2018 se tornaram virais esta semana, graças a um vídeo do YouTube compartilhado por um canal adventista do sétimo dia em espanhol.

O clipe chamou a atenção do rabino Shmuel Eliyahu, um dos principais rabinos israelenses.

“Você provavelmente não vai acreditar, mas o papa pediu aos habitantes do mundo que guardem o sábado como os judeus”, disse ele, segundo a imprensa judaica. É inacreditável. Aqueles que decretaram que não guardaremos o Shabat agora entendem qual é o valor do Shabat.

“O que os judeus seguiram, e ainda observam, era considerar o sábado santo”, diz ele. “No sábado você descansa. Um dia da semana. Isso é o mínimo! Por gratidão, adorar a Deus, passar tempo com a família, brincar, fazer todas essas coisas. Nós não somos máquinas.

%d blogueiros gostam disto: