Atenção Siga-nos no Instagram SIGA-NOS

AJC GlobalCamila Ya'akovNotícias

O primeiro-ministro alternativo de Israel, Benjamin Gantz, discursa no Fórum Global Virtual da AJC

3 Mins read

Por: AJC Global
Tradução: Camila Ya’akov | Maduah

>>> QUER APRENDER HEBRAICO SEM SAIR DE CASA? CONHEÇA MADUAH CURSOS! <<<

Benjamin Gantz, primeiro-ministro alternativo e ministro da Defesa do novo governo de unidade nacional de Israel, discursou no Fórum Global do Comitê Judaico Americano (AJC) no Congresso Inaugural Harriette Levine Memorial Program.

Em uma conversa com Avital Leibovich, diretor da AJC Jerusalém, Gantz discutiu ameaças do Irã e seus procuradores terroristas, relações EUA-Israel, laços UE-Israel e sua visão para Israel e relações com a diáspora.

“O Irã pratica agressividade regional o tempo todo. É a pedra angular de qualquer atividade e instabilidade negativas que vemos na região”, especialmente com Síria, Hamas, Hezbollah e Jihad Islâmica Palestina, disse Gantz.

Ele fez um aviso severo ao Hezbollah, assim como ao Líbano e à Síria, de que “pagariam um preço enorme” por qualquer ação que a organização terrorista patrocinada pelo Irã tomar contra Israel. “Exigimos do Líbano, tanto quanto exigimos da Síria, responsabilidade estatal. Se algo acontecer com Israel do solo do Líbano ou da Síria, os países anfitriões terão que pagar o preço ”, declarou Gantz.

Gantz saudou o forte e único relacionamento bilateral EUA-Israel que é “baseado em valores compartilhados, interesses compartilhados e no fato de sermos dois países democráticos”.

“Os Estados Unidos são o maior, mais forte e mais confiável aliado do Estado de Israel”, disse Gantz, acrescentando que “o apoio bipartidário dos EUA a Israel deve ser fortalecido e não devemos dar como certo”.

Sobre a proposta de paz dos EUA, Gantz, que se reuniu com o presidente Donald Trump antes de sua divulgação pública, disse que o plano “nos oferece uma abordagem realista” para alcançar um futuro estável e que ele pretende promovê-lo.

“É um ótimo plano”, disse ele. “Temos que trabalhar com base nisso e avançar com parceiros regionais, com parceiros locais, é claro, com consenso na sociedade israelense e com total coordenação e backup com os Estados Unidos”.

Em relação à Europa, Gantz disse que as relações UE-Israel são “muito importantes”, não apenas no comércio – a UE é o maior parceiro comercial de Israel – mas também no “apoio internacional que devemos obter lá”. Europeus e israelenses estão enfrentando “as mesmas ameaças e desafios”, por exemplo, do Irã. “Deveríamos trabalhar juntos”, disse Gantz, que já teve reuniões e telefonemas com representantes europeus. “Estou certo de que podemos encontrar uma maneira de promover as relações Israel-UE”.

Em relação às importantes relações de Israel com as comunidades americanas e outras comunidades judaicas na diáspora, Gantz disse que gostaria que “a diáspora nos visse como sua casa e que nós os víssemos como parceiros”.

“Na minha perspectiva”, continuou Gantz, “ultraortodoxos, conservadores, reformistas ou seculares, são judeus. E, como declarei antes, o Muro das Lamentações é longo o suficiente para ter um lugar para todos. ”

“AJC”, ele disse à platéia, “é um importante parceiro estratégico do Estado de Israel. Suas atividades em todo o mundo são muito importantes. Era importante no passado, é importante no presente e continuará sendo importante no futuro, então nunca pare! ”

A visão de Gantz do estado de Israel é baseada em quatro pilares fundamentais: “Um país judeu, um país seguro, um país próspero e uma sociedade justa e nobre”. Combinar esses quatro elementos, ele disse, forma “um lar nacional para todo o povo judeu”.

Ele continuou compartilhando seu desejo de criar uma nova estrutura de serviço nacional para Israel, incluindo opções de serviço militar e civil, nas quais “todos os israelenses, judeus e não judeus, religiosos e seculares” participariam. “Todo cidadão deve dar algo para o país”, disse ele.

O AJC Global Forum é o evento anual de assinatura da organização global de defesa judaica. Originalmente agendado para Berlim, Alemanha, o local foi alterado para uma reunião on-line devido à pandemia do COVID-19. Mais de 6.500 pessoas particiaparam do Fórum Global Virtual, de 14 a 18 de junho.

>>> APOIE O MADUAH <<<

Related posts
BlogsCamila Ya'akovMúsica da Semana

Playlist para ortodoxo dançar

1 Mins read
Pois ortodoxos também celebram, não é mesmo? Compartilhe isso:TwitterFacebookCurtir isso:Curtir Carregando...
AntissemitismoEUANotícias

Manifestantes em Washington cantam 'Israel, nós sabemos que você também mata crianças'

2 Mins read
A manifestação de quarta-feira foi anunciada como um evento de apoio ao Dia da Raiva convocado pela Autoridade Palestina e outros grupos para protestar contra o plano anunciado por Israel de anexar até 30% da Cisjordânia em ou após 1º de julho. Compartilhe isso:TwitterFacebookCurtir isso:Curtir Carregando...
EuropaNotícias

Protesto pró-Israel na Finlândia contesta protestos anti-Israel

1 Mins read
O protesto pró-Israel foi organizado em 30 horas e teve mais que o dobro da participação no outro protesto. Compartilhe isso:TwitterFacebookCurtir isso:Curtir Carregando...
Power your team with InHype

Add some text to explain benefits of subscripton on your services.

%d blogueiros gostam disto: