Número de mortos por vírus na China sobe para 56 enquanto EUA preparam evacuação

O novo vírus acelerou sua propagação na China com 56 mortes até agora, e o Consulado dos EUA no epicentro do surto, a cidade central de Wuhan, anunciou no domingo que evacuará seu pessoal e alguns cidadãos a bordo de um voo fretado.

O presidente chinês, Xi Jinping, considerou o surto uma situação grave, e o governo intensificou os esforços para restringir viagens e reuniões públicas, enquanto apressava equipes médicas e suprimentos para Wuhan, que permanece bloqueado.

Qualquer pessoa que viaje de Wuhan agora precisa se registrar nos postos de saúde comunitários e ficar em quarentena em casa por 14 dias, de acordo com um pedido da Comissão Nacional de Saúde.
Os últimos números relatados na manhã de domingo cobrem as 24 horas anteriores e marcam um aumento de 15 mortes e 688 casos, totalizando 1.975 infecções.
O governo também relatou cinco casos em Hong Kong, dois em Macau e três em Taiwan. Um pequeno número de casos foi encontrado na Tailândia, Japão, Coréia do Sul, EUA, Vietnã, Cingapura, Malásia, Nepal, França e Austrália.
O Canadá disse ter descoberto seu primeiro caso, o homem de 50 anos que recentemente voou de Wuhan para Guangzhou, China, e depois para Toronto.
Um aviso da Embaixada dos EUA em Pequim disse que haveria capacidade limitada para transportar cidadãos dos EUA no voo de terça-feira de Wuhan, que seguirá diretamente para São Francisco. Ele disse que, no caso de não haver assentos suficientes, será dada prioridade a indivíduos “com maior risco de coronavírus”.
O consulado francês também estava considerando a evacuação de seus cidadãos da cidade. Ele disse que está trabalhando na organização de um serviço de ônibus para ajudar os cidadãos franceses a deixar Wuhan.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: