Israel proíbe todos os vôos da China com número de mortos por coronavírus atingindo 170

O Ministério da Saúde de Israel proibiu todos os vôos da China devido à epidemia de coronavírus, à medida que cresceram os temores de contágio global.

“Não permitiremos que nenhum voo da China no futuro próximo aterre neste país, nem em um”, disse o ministro da Saúde Yaakov Litzman em entrevista coletiva.

Ele acrescentou que qualquer pessoa que já tenha viajado da China ou parado por lá a caminho de outro país deve ficar em casa por 14 dias e não se misturar com o público em geral, mesmo que não apresentem sintomas.

Na quinta-feira anterior, o El Al anunciou que suspenderia os vôos para Pequim, seu único destino na China continental, até 25 de março.

Ainda não houve incidentes registrados com o novo coronavírus em Israel, mas o Ministério da Saúde disse que era “uma questão de tempo”.

Além disso, há 28 civis israelenses em um navio de cruzeiro que foi colocado em quarentena na costa da Itália devido a preocupações de que alguns passageiros possam ter contraído o coronavírus.
Segundo o Ministério das Relações Exteriores, dois cidadãos chineses que estavam a bordo do navio de cruzeiro começaram a se sentir mal e foram levados pelas autoridades para exame médico.
As autoridades italianas não estão permitindo que o navio atracar nos portos do país. Cerca de 6.000 passageiros foram obrigados a permanecer a bordo até que os resultados dos exames do casal chinês chegassem.
O vírus se espalhou para todas as regiões da China e para pelo menos 16 países em todo o mundo, incluindo Tailândia, França, EUA e Austrália, com o número global de mortos aumentando para 170.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: