Atenção Siga-nos no Instagram SIGA-NOS

EUAIsraelNotícias

Detalhes do plano de paz já foram revelados

2 Mins read

Um estado palestino sem exército militar, controle de fronteiras ou alianças, soberania israelense sobre todos os assentamentos e toda Jerusalém, e sem prazo e se os palestinos recusarem, Israel tem o aval para anexar todo o território – são alguns detalhes controversos do acordo do século.

Autoridades do governo dizem que os detalhes do tão esperado plano de paz de Trump que estão surgindo foram apresentados ao primeiro-ministro Benjamin Netanyahu nas últimas semanas e o convite a Washington para uma apresentação foi organizado em coordenação com ele.

Netanyahu disse que pediu que o líder da Blue & White Benny Gantz também fosse convidado, possivelmente para frustrar qualquer oposição de Gantz ao plano proposto.
O convite da semana que vem coincide com as deliberações do Knesset sobre a imunidade à acusação solicitada por Netanyahu, que está sendo acusado de suborno, fraude e quebra de confiança.
O julgamento do impeachment do presidente Donald Trump também coincide com a visita do líder israelense a Washington.
Trump twittou que está ansioso para receber

O presidente também disse que as informações divulgadas pela mídia detalhando partes do plano estão incorretas.
Fontes israelenses que viram o plano dizem que Israel anexará hoje de 30% a 40% da Área C sob controle civil e de segurança israelense, em partes da área que a soberania israelense será estendida apenas aos assentamentos, incluindo aqueles fora dos blocos de assentamentos e em outras áreas, o domínio israelense incluirá todo o território.

O plano dos EUA sugere que Israel estenda imediatamente sua soberania a todos, exceto 15 assentamentos da Cisjordânia, para criar integridade territorial.
Os líderes do movimento de assentamentos e as comunidades da Cisjordânia se enganaram ao pensar que Netanyahu só estava interessado em anexar o vale do Jordão.
O plano de paz também deixa Jerusalém totalmente nas mãos de Israel, com os palestinos tendo apenas acesso simbólico à cidade.
Isso põe fim ao plano Clinton de 2000, que deixou a bacia sagrada e os bairros palestinos de Jerusalém Oriental nas mãos da Autoridade Palestina.
Os palestinos finalmente terão seu próprio estado, embora ele seja severamente restrito. Não será permitido ter um exército, não será permitido estabelecer alianças com outros países e não terá controle de seu espaço aéreo ou fronteiras.
Os palestinos também deverão desmilitarizar a Faixa de Gaza e desarmar seus governantes do Hamas.
O plano americano incluirá uma intenção declarada de ver refugiados judeus que fugiram de países árabes em paridade com refugiados palestinos que fugiram do estado de Israel, negando, portanto, a necessidade de uma solução para o direito de retorno dos refugiados palestinos ao estado palestino, embora seja simbólico número será permitido retornar.
O plano americano também sugere uma troca de terras para compensar os palestinos por parte do território que eles perdem.
O governo acredita que o plano econômico divulgado na conferência do Bahrein em junho incentivará o povo palestino que exigirá sua liderança para assinar o acordo do século

Related posts
GeralIrãNotícias

Fotos de satélite mostram construção na usina nuclear de Natanz, no Irã

1 Mins read
O Irã começou a construção de sua instalação nuclear de Natanz, mostram imagens de satélite divulgadas na quarta-feira, assim que a agência… Compartilhe isso:TwitterFacebookCurtir isso:Curtir Carregando...
Eleições IsraelensesGeralIsrael

De acordo com a última pesquisa, Bennett será o próximo primeiro-ministro de Israel

1 Mins read
À medida que o tempo passa e a crise do Coronavírus pesa mais a cada dia sobre o governo e o público… Compartilhe isso:TwitterFacebookCurtir isso:Curtir Carregando...
CoronaVirusEconomiaIsraelNotícias

Novo lockdown vai custa prejuízo de 35 bilhões para a economia Israelense!

1 Mins read
A redução da atividade econômica como parte de um bloqueio mais rígido deve custar a Israel cerca de NIS 35 bilhões (mais… Compartilhe isso:TwitterFacebookCurtir isso:Curtir Carregando...
Power your team with InHype

Add some text to explain benefits of subscripton on your services.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: