Coronavírus: 22 israelenses infectados – milhares de turistas deixam Israel e a AP

Nos últimos dois dias, o Coordenador de Atividades Governamentais nos Territórios coordenou a saída de dezenas de grupos de turistas estrangeiros da Autoridade Palestina para o Aeroporto Ben Gurion e de volta para seus países de origem, em colaboração com os consulados e escritórios de representação relevantes.

Essa decisão veio depois que os turistas se envolveram em vários casos de contração e doença por coronavírus nos territórios árabes, que também afetaram os habitantes locais.

Entre os turistas, 193 austríacos, 25 italianos, 1.029 alemães, 499 espanhóis, 323 franceses e 88 suíços, todos os países na lista de advertências do Ministério da Saúde sobre possíveis fontes de infecção, além de 546 da Polônia e 497 romenos, todos deixaram a região. país deixado no sábado.

A Administração Civil na Judéia e Samaria coordenou a saída de centenas de turistas em colaboração com todas as forças de segurança, a Polícia, o Ministério de Relações Exteriores, o Conselho Nacional de Segurança e o Ministério da Saúde.

“A saúde pública em Israel e na Autoridade Palestina é sempre a nossa principal prioridade e, particularmente, neste momento. Estamos fazendo todos os esforços, em colaboração com todas as partes relevantes, para proteger a saúde e o bem-estar dos moradores da região ”, afirmou o COGAT em comunicado.

Vinte e dois israelenses foram diagnosticados com coronavírus e cerca de 80.000 estão em isolamento doméstico. O último paciente foi diagnosticado na noite de sábado. Ele tem 50 anos e voltou a Israel de Barcelona em 1º de março.

O paciente número 21 é um residente de Haifa na casa dos 30 anos, que chegou a Israel da Áustria em 1º de março. O paciente número 20, um residente do centro de Israel também na casa dos 30 anos, chegou em Madrid em 2 de março.

A condição do homem diagnosticado como o 16º caso do vírus se deteriorou na sexta-feira. O morador de 38 anos de Jerusalém Oriental trabalha como motorista de ônibus de turismo e foi exposto ao vírus enquanto transportava um grupo de 21 peregrinos gregos que recentemente retornaram de Israel e testaram positivo para o vírus.

%d blogueiros gostam disto: