Atenção Siga-nos no Instagram SIGA-NOS

AJC GlobalCamila Ya'akovNotícias

Chanceler Angela Merkel discursa na plenária de abertura do Fórum Virtual da AJC

2 Mins read

Fórum ocorreu dos dias 14 a 18 de Junho e contou com diversas personalidades políticas.

Por: AJC Global
Tradução: Camila Ya’akov | Maduah

Angela Merkel. [O GLOBO]

A chanceler alemã, Angela Merkel, discursando no plenário de abertura do Fórum Global Virtual do Comitê Judaico Americano (AJC), elogiou a principal organização global de defesa judaica como um “parceiro forte” da Alemanha por muitas décadas.

“Gostaria de poder recebê-lo pessoalmente em Berlim. Infelizmente, isso não é possível ”, disse Merkel, que originalmente estava sediado no evento anual de assinatura da AJC. O que deveria ser o maior encontro na Alemanha de um grupo global de defesa de judeus desde a Segunda Guerra Mundial, devido à pandemia, foi alterado para um evento online, de 14 a 18 de junho.

“Fiquei profundamente comovida com o fato de a AJC estar planejando realizar seu Fórum Global 2020 em Berlim e, além disso, no 75º ano após o final da Shoah – a traição de todos os valores civilizados. Que gesto generoso de confiança e proximidade cada vez maior ”, Merkel disse à audiência mundial de milhares.

A chanceler observou que “a AJC foi a primeira organização judaica a procurar contato com a recém-fundada República Federal da Alemanha” após o Holocausto, “o crime mais terrível já praticado contra a humanidade”.

“Essa disposição de dialogar e buscar a reconciliação há muito se transformou em uma estreita parceria” entre a Alemanha e a AJC, disse Merkel. “Estou excepcionalmente grata a você por seus esforços incansáveis ​​e diversos para promover a paz e a compreensão inter-religiosa”.

Vídeo no canal oficial da AJC Global, em inglês.

A chanceler falou sobre “a responsabilidade” do governo e do povo alemão de lembrar as vítimas judaicas do Holocausto, de combater ativamente o anti-semitismo e de apoiar Israel. “Conscientes de nossa responsabilidade, não somos capazes nem dispostos a ser neutros”, disse ela.

“Estamos cientes de nossa responsabilidade de lembrar os muitos milhões de crianças, mulheres e homens judeus que foram roubados de seus direitos, perseguidos e assassinados por alemães durante a Shoá”, disse Merkel. “E também estamos cientes de nossa responsabilidade de tomar medidas resolutas contra o anti-semitismo em todas as suas formas. Eu vejo isso como parte do nosso etos nacional. ”

Merkel enfatizou que “os judeus devem se sentir livres e seguros na Alemanha, devem poder praticar sua fé e cultura abertamente”.

Atos desprezíveis, como o ataque do Yom Kipur à sinagoga em Halle, em outubro passado, “atingem o coração da nossa democracia”, disse ela. “O governo e a sociedade civil devem fazer tudo ao nosso alcance para combater esses fanáticos.”

Voltando aos laços estreitos da Alemanha com Israel, Merkel declarou que “defender a segurança de Israel é inegociável”.

Em conclusão, Merkel falou sobre a responsabilidade alemã diante da história. “Não podemos nos permitir renunciar em nossos esforços para promover a segurança, a democracia ativa e os direitos humanos, tanto aqui na Alemanha quanto em todo o mundo”, disse ela.

Esta é a segunda vez que o chanceler Merkel se dirige a um Fórum Global da AJC. A primeira vez foi em 2006, ao lado do presidente dos EUA George W. Bush e do secretário geral da ONU Kofi Annan, para marcar o centenário da AJC. Em 2010, a AJC homenageou a chanceler Merkel com seu prestigiado prêmio Light Unto the Nations, em uma cerimônia em Berlim. Também houve várias reuniões privadas entre a líder alemã e as delegações da AJC desde que ela se tornou chanceler em 2005.

Você pode ler o texto original, em inglês em AJC Global.

Related posts
BlogsCamila Ya'akovMúsica da Semana

Playlist para ortodoxo dançar

1 Mins read
Pois ortodoxos também celebram, não é mesmo? Compartilhe isso:TwitterFacebookCurtir isso:Curtir Carregando...
AntissemitismoEUANotícias

Manifestantes em Washington cantam 'Israel, nós sabemos que você também mata crianças'

2 Mins read
A manifestação de quarta-feira foi anunciada como um evento de apoio ao Dia da Raiva convocado pela Autoridade Palestina e outros grupos para protestar contra o plano anunciado por Israel de anexar até 30% da Cisjordânia em ou após 1º de julho. Compartilhe isso:TwitterFacebookCurtir isso:Curtir Carregando...
EuropaNotícias

Protesto pró-Israel na Finlândia contesta protestos anti-Israel

1 Mins read
O protesto pró-Israel foi organizado em 30 horas e teve mais que o dobro da participação no outro protesto. Compartilhe isso:TwitterFacebookCurtir isso:Curtir Carregando...
Power your team with InHype

Add some text to explain benefits of subscripton on your services.

%d blogueiros gostam disto: