Bahrein é condenado à prisão por queimar bandeira de Israel

Um homem do Bahrein que queimou uma bandeira de Israel durante um protesto árabe pró-Palestino foi preso por três anos, informou o Middle East Eye na segunda-feira, citando o jornal do Bahrein Al-Bilad.

O Supremo Tribunal de Apelação do Bahrein rejeitou um recurso interposto pelo homem, que foi condenado por organizar uma reunião ilegal e tumultos, segundo o relatório.

O tribunal confirmou a sentença de três anos e disse que o homem “pretendia pôr em risco a vida e as propriedades das pessoas, desestabilizar a segurança pública e atrapalhar o tráfego”.

O veredicto provocou uma onda de indignação entre os usuários do Twitter, que alegaram que foi a primeira vez na história do mundo árabe que uma pessoa foi punida por queimar a bandeira de Israel

Você pode gostar...

%d blogueiros gostam disto: