Árabes-Israelenses recusam estado palestino

A elevação de bandeiras palestinas em protesto contra o “Acordo do Século” e a proposta de transferência de soberania sobre o Triângulo (um aglomerado de vilas e cidades árabes próximas à Linha Verde) para um futuro Estado palestino causou uma pequena e familiar tempestade .

Muitos judeus, e de fato alguns árabes, perguntaram como é possível agitar a bandeira da Autoridade Palestina enquanto resistem a cair sob sua soberania.
Estou certo de que não há um cidadão árabe de Israel que queira viver sob o controle de qualquer governante árabe em qualquer estado árabe, incluindo o Estado da Palestina.
Na sociedade árabe, há até um ditado que diz que “o inferno judeu israelense é melhor que o paraíso dos estados árabes”.
Sim, os estados árabes têm igualdade civil entre seus residentes, mas você não encontrará liberdade e / ou liberdade de expressão.
Não há dignidade humana, nem liberdade, nem um alto tribunal de justiça.

Um amigo árabe que serve comigo na base disse que nenhum árabe israelense quer um estado palestino. Eles vivem em paz, estudam na universidade hebraica e trabalham no território israelense. Eles amam Israel e só não falam ao público para não gerar retaliações.

%d blogueiros gostam disto: