347 rabinos assinam carta rejeitando ‘comentários ultrajantes’ de Bernie Sanders

WASHINGTON – Após a decisão do senador Bernie Sanders de pular a conferência política da AIPAC em março, um grupo de 347 rabinos assinou uma carta aberta ao candidato democrata, dizendo que apóia o papel da AIPAC no avanço do relacionamento EUA-Israel e rejeita seus “comentários ultrajantes” . “

Sanders afirmou no sábado que a organização oferece uma plataforma “para líderes que expressam fanatismo”.

A AIPAC respondeu em um comunicado, dizendo que os comentários do senador de Vermont foram “verdadeiramente vergonhosos” e considerados como “um ataque odioso a esse evento político americano bipartidário”.

Essa foi uma reação incomum de um grupo que evita disputas públicas com líderes políticos.

“A missão da AIPAC é aquela com a qual nós e nossos congregados nos preocupamos profundamente”, escreveram os rabinos em sua carta. “Por meio da AIPAC, pressionamos o Congresso para apoiar nosso aliado democrático e fortalecer o apoio bipartidário de longa data a uma parceria que beneficia ambas as nações.
 
“A AIPAC é um dos últimos veículos remanescentes na política americana que busca proativamente reunir americanos de todo o espectro político para alcançar um objetivo comum”, continua a carta. “A Conferência Política da AIPAC pode ser a maior reunião política de democratas e republicanos em todo o país.”
A carta continua dizendo como esses rabinos “viram presidentes e primeiros-ministros, membros do Congresso e membros do Knesset, analistas de políticas e especialistas militares, líderes religiosos e ícones culturais, de todo o espectro político.

traduzida de JPost

%d blogueiros gostam disto: